logo

Você é demais

Obrigado por estar com a gente. Estamos trabalhando duro para abençoar sua vida. E queremos muito te ouvir, você pode falar conosco através dos canais abaixo.

Instagram

0
  • No products in the cart.
0
  • No products in the cart.

Palavra

Pedra Angular Brasil > Palavra (Page 4)

Eis que o nosso Deus a quem nós servimos pode nos livrar da fornalha de fogo ardente; e ele nos livrará da tua mão, ó rei. Mas se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste” (Dn 3:17-18 )

Que confiança tinham estes homens. Eram filhos de Israel, da linhagem real e dos príncipes, o qual foram escolhidos para serem trazidos a presença de Nabucodonosor, rei da Babilônia, logo após sitiar Judá. Foram escolhidos porque não tinham defeitos, eram belos de aparência, dotados de grande sabedoria, inteligência, instrução, capacitados para assistir ao palácio do rei e lhes ensinar as letras e a língua dos caldeus. Porém eles tinham outra grande característica: eram servos fiéis do Deus altíssimo.

A glória da última casa será maior que a primeira

A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o SENHOR dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o SENHOR dos Exércitos” (Ag 2:9)

Amados, em meio a tantas lutas que vivemos e passamos, esta palavra é de conforto, mas também de muito questionamento. Após viver tantas dificuldades e aflições que esta terra nos oferece, nos resta uma esperança: A glória desta última casa será maior do que a primeira, e ainda neste lugar darei a paz. Paz e glória, são promessas do Senhor ao seu povo.

A história do povo de Deus é marcado por lutas, cativeiros, prostituições, idolatrias, mas o Senhor sempre nos fala: misericórdia quero e não sacrifícios, mais conhecimento de Deus e menos holocaustos (cf Os 6:6). O que o Deus vivo quer e sempre quis é nos abençoar, mas o engano deste mundo acaba enganando também o povo de Deus, que coisa não?

E aconteceu depois destas coisas, que provou Deus a Abraão, e disse-lhe: Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi. Então se levantou Abraão pela manhã de madrugada, e albardou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e Isaque seu filho; e cortou lenha para o holocausto, e levantou-se, e foi ao lugar que Deus lhe dissera (Ge 22:1-3)”.

E aconteceu que Abraão foi um exemplo para nós. Quando leio este texto das escrituras fico realmente encabulado. Não com a atitude visto que muitas vezes, e ainda por muitos, pode ser visto como uma dureza de coração. Mas não é isto que me encabula, visto que discordo desta outra visão. Fico impressionado com o relacionamento que Abraão tinha com Deus.

Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela (Ef 5:25)”

Imperativo. Assim foi o recado que o apóstolo Paulo deixou aos homens, servos de Cristo Jesus. Não disse que deve, mas disse, amai!

Hoje busquei um pequeno estudo, talvez não tão aprofundado como gostaria, para falar aos homens cristãos deste Brasil, a começar de mim mesmo! Como nós, homens casados, de baixo da graça de Deus precisamos meditar a respeito de tais coisas. Para quem se encaixa neste perfil saiba: tua mulher é uma prioridade em sua vida! Hein? Não deveria ser Cristo? São muitas perguntas, não é mesmo? Voltemos pois ao início de tudo.

Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face. (Sl 42:5 Almeida Corrigida e Fiel)

Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu. (Sl 42:5 Almeida Revista e Atualizada)

Por que estou tão triste? Por que estou tão aflito? Eu porei a minha esperança em Deus e ainda o louvarei. Ele é o meu Salvador e o meu Deus. (Sl 24:5 NTLH)

Três versões, três traduções, três interpretações… a mesma palavra, o mesmo sentimento. Assim hoje sinto meu coração, assim hoje sinto esta pergunta ecoar dentro do meu ser, assim sinto minha alma gritar, ou emudecer.

Este salmo, era uma poesia. Pessoas a milênios atrás costumavam cantá-las em suas viagens, e penso eu, quantas pessoas não cantaram este salmo com o coração? Quanta angústia, quanto abatimento, quanta tristeza. O que estas pessoas passavam? O que eu passo? O que você passa?

Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. (Fp 4:6)

Hoje, em nossas vidas, sofrendo influência sobre o pecado que entrou no mundo, aprendemos a viver o que chamamos de ansiedade. Nossos primeiros ancestrais conheceram o que era viver na presença de Deus, poder desfrutar de tudo que havia nessa terra, no momento que quisesse, na hora que quisesse. Porém, na busca do conhecimento, perdemos a nossa liberdade, e passamos a ser escravos do pecado, que entrou no mundo. Com o advento de Cristo, passamos a ser livres do pecado, se sujeitos a esta aliança, mas com nossa liberdade comprometida ao nosso intermediador, Cristo Jesus. Passamos a ser dependentes de Deus, livres para seguir em dependência ao Senhor.

Mas como não somos mais deste mundo, mas permanecemos neste, a nossa carne age dia e noite, atentando nossa alma, em busca de dizer que a satisfação de nossa alma está justamente em cumprir os prazeres que este mundo oferece. Ao mesmo tempo, o Espírito de Deus está sempre nos testificando aonde está a nossa verdadeira paz.

“Tendo, pois, tal esperança, usamos de muita ousadia no falar.”
(II Coríntios 3:12)

Queridos, hoje procurava um versículo que traduzisse o que sinto no coração, e achei este, que talvez diga um pouco mais do que procuro compreender.

Ele começa a falar sobre esperança, mas que esperança seria essa? Um pouquinho antes, no mesmo capítulo, lemos: