logo

Você é demais

Obrigado por estar com a gente. Estamos trabalhando duro para abençoar sua vida. E queremos muito te ouvir, você pode falar conosco através dos canais abaixo.

Instagram

0
  • No products in the cart.
0
  • No products in the cart.

Estudos Bíblicos

Pedra Angular Brasil > Estudos Bíblicos (Page 2)

Ontem enquanto conversava com um homem em um local de trabalho, parei para refletir sobre uma frase que disse, que na verdade é muito comum pois muitos a citam o tempo inteiro:

Existem vários caminhos para alcançar a Deus, para evoluir, cada um escolhe aquele que lhe parece melhor.

Então, independente do que penso ou acho, parei para refletir sobre o que a bíblia diz o que Cristo acha. O que Ele fala a respeito? Se a sua ótica é como a minha, a saber cristã, a resposta para isso com certeza tem que estar em Jesus Cristo. Foi então que comecei a meditar em várias passagens, e hoje continuo meditando nelas, o que me faz escrever a você agora. A primeira delas, muito conhecida também é:

Texto de Dennis Allan que merece nosso destaque.
Que Deus aplique esta palavra em nossos corações. Mudemos pois a fonte, e então, que esta jorre somente água agradável a nossa boca, e ao ouvido do nosso próximo.

Tudo o que existe em nosso universo veio a existir pelo poder da palavra. Deus falou, e nosso mundo veio a existir. Quando ele formou o homem, a mais elevada das criaturas terrestres, Deus o abençoou com a capacidade de se comunicar. Podemos falar, e até mesmo escrever, porque Deus nos deu o dom da linguagem. Quando o diabo usou palavras mentirosas para tentar Eva, ela e seu esposo caíram em pecado (Gênesis 3). Quando os homens abusaram da boa dádiva da comunicação para se exaltar e desobedecer a Deus, ele confundiu suas línguas para forçar povos diferentes a se separar e povoar a terra, como ele tinha ordenado anteriormente (Gênesis 11:1-9; veja 9:1).

Mesmo que os homens tenham freqüentemente abusado de suas palavras, a capacidade de se comunicar ainda é uma bênção. Quando o próprio filho de Deus veio ao mundo, ele foi descrito como a Palavra (João 1:1, NVI). É pela proclamação de sua mensagem, o evangelho, que chegamos a conhecê-lo e a obedecê-lo. O evangelho “é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego” (Romanos 1:16). “E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo” (Romanos 10:17). Os discípulos de Jesus têm a responsabilidade de ensinar o evangelho a outras pessoas. Paulo encorajou Timóteo a cumprir esta missão: “Prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina” (2 Timóteo 4:2). “E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros” (2 Timóteo 2:2). A língua, portanto, é uma força poderosa. Pode ser usada para o bem, como Deus pretendia, para exprimir amor e oferecer salvação. Ela também pode ser usada para o mal, com efeitos desastrosos que conduzem à condenação. Estas duas possibilidades são claramente contrastadas em Tiago 3:1-12.

Você acredita em Deus? Acredita em Jesus? O que acredita dele? Foi um bom homem? Um grande filósofo? Foi um enviado de Deus? Podia falar por Deus? Sabia quem era Deus? Ele era Deus?

É importante sabermos o que realmente acreditamos, no que se baseia nossa fé. Seria ela volátil, dependendo sempre de nossos valores e interesses atuais? Ou acreditamos naquilo que está escrito sobre Ele? Porque a partir do momento que eu não acredito no que está escrito, e limito-me a acreditar naquilo que pra mim tem lógica, eu limito o ser de Jesus, a sua inteligência, conhecimento a minha lógica e conhecimento? Eu limito Deus ao meu pensar e saber. Já parou para pensar nisso?

A palavra de Deus não precisa ser ou ter lógica para você, para ser verdadeira e real. Não depende que homens definitivamente comprovem se foi alterada ou não, que as especulações sejam satisfeitas, para ser verdadeira. A palavra de Deus se garante nela mesmo! Se garante em uma promessa, na qual diz que “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.”  (Mateus 24 : 35) ou ainda “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.”  (Mateus 5 : 18)

Isso aí é Jesus, e isso vale para as palavras que foram lançadas enquanto pregaram ou da lei e dos profetas, ou do que foi testificado deles pelos apóstolos, díscipulos, inspirados pelo Espírito Santo de Deus. Não sei se lembram, mas no princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.”  (João 1 : 1)

Consegue entender isso? Então acho que já temos elementos o suficiente para saber se você é um cristão, ou se você é um eumesmão que usa Cristo ou a bíblia quando convém. E se você acredita em Cristo, vamos ver até onde ele acreditava na sua própria palavra ou não. Sim, me refiro a parte mais renegada da bíblia, o antigo testamento.

Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. … Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão.” (Livro do profeta Isaías 53 : 7,10 ; conferir todo o cap.)

Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado; que o Cristo havia de padecer.” (Atos dos Apóstolos 3 : 18)

E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.”  (Evangelho de Mateus 26 : 39)

E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.”  (Livro de Filipenses 2 : 8)

Pedra Angular que é Cristo

Simples, é o firme fundamento que qualquer homem pode e precisa ter na vida. como na imagem, vemos que é a pedra que edifica e que sustenta!

Segundo a bíblia de estudo Almeida, A pedra angular é a que forma a esquina mais notória de um edifício. Outros como a pedra que coroa o edifício. Talvez esse post devesse ser escrito por um engenheiro, que saberia muito bem fazer um paralelo sobre a pedra angular em uma construção, e a pedra angular na vida de um homem. Graças ao Senhor, tenho conseguido entender muito bem a segunda, mas tentando entender a primeira, podemos fazer um paralelo.

Uma pedra angular na construção de um edifício, seria a base sólida que ele necessita para conseguir chegar as milhares de alturas programadas, sem contudo, derribar. Seria o elemento essencial que dá existência a aquilo que chamamos de fundamento da construção, e sem ele, nada seria.

Pedra de esquinaPensando em algo simples, como um muro, ou uma parede, é a famosa pedra de esquina, que não os deixa cair. Veja essa foto o lado como um segundo exemplo para que consiga compreender.

A bíblia fala sobre uma pedra angular, na verdade, sobre a pedra angular. E é por isso que ela é a razão principal deste blog, e também, de minha vida. Vamos começar a falar sobre ela lá do antigo testando, porém já retratando sobre a nova aliança, a qual vivemos ou deveríamos viver nos tempos de hoje:

Portanto, assim diz o Senhor Deus: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, pedra já provada, pedra preciosa, angular, solidamente assentada; aquele que crer não foge.” (Isaías 28:16)

Vendo-se iludido pelos magos, enfureceu-se Herodes grandemente e mandou matar todos os meninos de Belém e de todos os seus arredores, de dois anos para baixo, conforme o tempo do qual com precisão se informara dos magos.” (Mateus 2:16)

Tenho estudado e lido a respeito de muitos questionamentos sobre o Natal, nascimento do Senhor Jesus, e infelizmente muito tenho me chateado a respeito. Mas hoje vamos ver um dos enganos que tem se falado por aí. Terá sido o encontro entre os reis magos e o menino Jesus acontecido somente após dois anos de seu nascimento, como o versículo de forma isolada tenta propor? Não, a resposta é não.

Sobre este assunto muito debatido, vamos colocar aqui nosso entendimento bíblico de maneira que você possa saber exatamente o que é, ou o que deveria ao menos ser, a intercessão dos santos.

Para escrever a respeito, pesquisei muito na bíblia a respeito, e depois andei lendo alguns artigos na internet. E o interessante é que eu ficava assustado ao ler tantas coisas, e me perguntava como era possível tal entendimento, até que vi a resposta em um dos artigos o porquê de muitos não entenderem o certo sobre a bíblia: Isto também se deve à ignorância sobre o que ensina a Igreja Católica.

Se eu entendo alguma coisa sobre a bíblia, lá deixa bem claro de que o entendimento a respeito das coisas de Deus vem das escrituras sagradas, e da revelação de seu Espírito Santo. Entender uma doutrina, para depois e com base nisso, aprender sobre as escrituras sagradas, é por si só, direcionar e contextualizar a leitura. Principalmente para leituras picadas. Não devemos ler a bíblia para defender os nossos interesses ou interesses de uma instituição ou religião, mas sim para permitirmos absorver e nos enriquecer do que a palavra de Deus tem para falar em nossos corações.

Após ter peregrinado por muitas doutrinas antes de conhecer verdadeiramente ao Senhor Jesus e me converter, eu conheci muitas filosofias, muitas explicações sobre as leis da vida, teorias sobre evolução do homem e de seu espírito, e dentre tantas coisas, algo parecia ser óbvio, mas nunca encarado de frente, e este óbvio era: o pecado não existe. O que existe é um caminho de purificação a ser percorrido. O verdadeiro significado seria este: retratar a condição humana, a real condição do homem, em contraste de qual deveria ser.

Mas amados, é impossível você acreditar em Deus e não acreditar em pecado. É impossível você acreditar no nazareno Jesus Cristo, e não acreditar em pecado. Você sabe por que? Aliás, você quer saber qual o real significado do pecado? Isso existe mesmo? Vamos comigo:

Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.” (Mateus 1 : 18)

Amados, nós já escrevemos um pouco sobre isso, no texto de nome A Família de Jesus, que pode ser lido clicando no link no final do texto, ou procurando no nosso blog. Mas a palavra do Senhor é infinita em revelações e ensinamentos do Espírito Santo ao nosso coração, sua palavra é viva e eficaz.

Este versículo acima citado, mostra o começo do assunto, as vezes tão questionado por tantos, que é sobre a virgindade de Maria. E esta mulher, escolhida pelo Senhor Deus, para ser a mulher pela qual o Senhor Jesus nasceria, não poderia ser outro tipo de mulher, se não virtuosa e bem-aventurada entre as mulheres. Que premiação esta mulher teve, na verdade, como devemos ver todas as coisas de Deus, que Graça maravilhosa estava sobre ela, visto que as bençãos do Senhor vem sobre nós não por merecimento, ou de graça, mas sim pela Graça do nosso maravilhoso Deus (cf. Ef 2:4-9).

Porém, sempre buscamos nos aprofundar mais nos ensinamentos de Deus, e eis que o Senhor deixou mais do que claro este assunto comigo, ao continuar lendo e meditando esta palavra, que está nas escrituras sagradas, os livros que foram escritos através da inspiração do Espírito Santo, que é Deus. A bíblia é a palavra viva de nosso Deus, onde podemos realmente saber qual é a vontade de nosso Pai, quais são seus princípios, e que demonstra o imenso e maravilhoso amor que tem por nós. Nesta palavra não pode haver erros, mas sim a busca da sabedoria de Deus, que tantas vezes, e infelizmente, é loucura para os homens (cf. 1 Coríntios 3 : 19).

Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” (João 8:12)

Essa é a luz que todo coração precisa e anseia. E sabe com o que isso tem haver? Com a alegria, paz, felicidade, amor, longanimidade em sua vida. Nós nascemos com um objetivo, e se não o entendemos, ou melhor, se não o alcançamos e o vivemos, tudo é escuridão, vazio, trevas. Mas então, qual o sentido da vida?

Cristo nos libertou para que nós sejamos realmente livres. Por isso, continuem firmes como pessoas livres e não se tornem escravos novamente.” (Gálatas 5:1 NTLH)

Este texto nos leva uma reflexão muitas vezes polêmica. Por ora, como acontece esta liberdade que Cristo nos dá, quando nos liberta através de tua palavra. Por outra, se passamos a ser templos do Espírito Santo, podemos nós voltar a sujeitar-nos a espíritos imundos?

A bíblia nos fala que conhecereis a verdade, e a verdade vós libertará (Jo 8:32). E que verdade é essa? Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade (Jo 17:17). É a palavra de Deus. É também Jesus. Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida (Jo 14:6a). Jesus é a sua palavra não só nos evangelhos, mas em toda a bíblia, inclusive a do velho testamento. NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus (Jo 1:1). Desde quando Deus falou haja luz , lá em Gênesis (1:3), já era a palavra de Jesus. Porém ele veio entre nós, registrado no novo testamento, e o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade (Jo 1:14). Cheio de verdade, pois é a verdade.